domingo, 24 de fevereiro de 2013

David Gemmell



Se nunca ouviram falar de David Gemmell  não é algo de estranhar, mas deveria ser. Este autor, infelizmente já falecido, é considerado como um dos grandes autores do Fantástico.
O seu mais conhecido personagem é sem duvida Druss a Lenda, é também a personagem principal dos seus mais famosos livros, apesar de nos dois únicos livros deste autor publicados em Portugal, ele ser uma das personagens secundarias, mas ainda assim uma excelente personagem secundário, porque é aquela que a mim me salta logo à mente. Quer no "Lobo Branco", quer em "As Espadas da Noite e do Dia" essa honra cabe a Skilgannon o Maldito.
Já lá vão muitos anos desde que li este autor, cerca de nove anos desde o "Lobo Branco" e  sete de  "As Espadas da Noite e do Dia",  mas ainda me lembro do suficiente para afirmar que são excelentes livros e que bem merecem ser lidos e recordados.

Deixo-vos com as palavras do Filosofo Desidério Murcho numa critica ao livro "Lobo Branco" no Jornal Público e que espero que sejam mais elucidativas do aquilo que eu poderia eventualmente dizer:

"Se procura uma leitura empolgante (...) e gosta do género Fantasia, esta é uma boa escolha. Com uma tradução e edição primorosa (...). Gemmell apresenta-nos um universo de sabor mais ou menos medieval, como é praticamente regra no género Fantasia, com alguma magia (...) e muita verdade. E esta é a força do romance: o seu retrato cru e por vezes violento dos seres humanos, eternamente envolvidos em guerras e maldade, seres humanos que igualmente capazes de lealdade e justiça, de compaixão e coragem (...). A intensidade humana das suas personagens, que com apenas algumas pinceladas narrativas ganham vida própria e se tornam pessoas de carne e osso faz deste romance mais do que uma mera leitura de Verão (...). A Narrativa entrelaçada prende o leitor num crescendo de intensidade, não existindo quaisquer momentos mortos. Entrelaçando a narrativa com vários "flash-backs" que nos vão revelando toda a profundidade e complexidade da história, o autor consegue o efeito notável de nos apresentar um universo ficcional extraordinariamente complexo e pormenorizado - tanto pela profusão de personagens, como pela complexidade da história daqueles povos. Mantendo-se sobretudo ao nível do diálogo inteligente e revelador, e da descrição hábil da acção, é uma leitura apropriada para os mais jovens, apesar de não esconder realidades humanas geralmente ausentes da Fantasia para Jovens (como a sexualidade). A fluidez narrativa confere-lhe uma veracidade pouco comum em obras desta natureza - um pouco como se o autor estivesse a relatar realidades e não uma ficção. E não é isso que esperamos tantas vezes de um bom romance, independentemente do género?"
Desidério Murcho, in Público, 31 de Julho de 2004


Podem ler a critica completa no site Critica na Rede com o título: Uma Fantasia muito Realista, o que já diz muito do livro (digo eu).

Infelizmente o livro "Lobo Branco" já não consta do catalogo da editora, e o mais provável é já só ser possível ser encontrado em alfarrabistas, mas ainda lá se encontra "As Espadas da Noite e do Dia".

Mais algumas informações sobre o David Gemmell podem ser encontradas na pagina da Editora Presença aqui ou então na Wikipedia, mas apenas em Inglês aqui, podem ainda visitar a pagina do prémio literário com o seu nome aqui.