quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Opinião - O Mundo Depois do Fim de Tom Perrotta



Imaginem que de um momento para o outro, literalmente, dois por cento da população mundial desaparecia sem deixar rasto, mas mais espantoso sem alarido absolutamente nenhum. Nada de um Messias que vem buscar os fieis, nada de quatro cavaleiros e nem sinal da Besta. Os que partiram são cristãos, judeus, muçulmanos, hindus, ateus, crianças, velhos, assassinos e inocentes, adúlteros e santos, a única coisa que tem em comum é o facto de serem humanos. É com este cenário como pano de fundo que Tom Perrotta escreveu este livro. A história começa três anos depois do Arrebatamento ou Partida Súbita longe o suficiente para alguma normalidade já ter regressado à vida das pessoas, mas ainda perto o suficiente para os seus efeitos se sentirem. A acção passa-se (quase) toda numa pequena cidade Americana chamada Mapleton e as personagens principais são (quase) todas da família Garvey. Curiosamente, ou talvez não, não perderam ninguém, mas os efeitos da Partida Súbita fizeram-se sentir na mesma. É com esta visão bastante pessoal que vamos abrindo caminho por uma sociedade que ainda se esforça por sarar a ferida de algo que ninguém percebe bem. E é aqui que existe algo de profundamente paradoxal neste livro. Ao invés de observar o evento à escala planetária Tom Perrotta opta pelo comum, pelo familiar e se a principio foi algo que eu estranhei à medida que as páginas "voavam" foi algo que "esqueci" e foi cada vez mais apreciando a leitura e a história que estava a ser contada. Existe na escrita  do autor aquela simplicidade aparente, sem que isso se traduza num história simples, muito pelo contrário, algo que apenas os grandes conseguem.
Quem ler este livro não espere encontrar respostas, aliás o final, como muitos outros aspectos do livros é no mínimo ambíguo.
Apesar de todos este aparentes defeitos foi um leitura que me agradou muito, chegando a ser visceral em muitos momentos e os bons livros são assim como este, colocam-nos a sentir o mesmo que as personagens.

O título Português é "O Mundo Depois do Fim" não é um título mau, mas acho que falha em transmitir o que o autor pretendia. Na versão Brasileira o título é "Os Deixados para Trás" e embora reflicta um pouco melhor continua a deixar algo de fora. O título original é "The Leftovers" o que traduzido à letra é  restos ou sobras e é exactamente assim que o autor quer que nós pensemos nos que ficaram para trás e é também assim que muitos dele pensam de si por ter sido deixados para trás.

Estreou à pouco tempo a adaptação deste livro pelas mãos da HBO (os mesmos senhor que adaptaram A Guerra dos Tronos) e embora o autor esteja profundamente envolvido no projecto a serie tem vindo a revelar-se consideravelmente diferente do livro.


Título - O Mundo Depois do Fim
Autor - Tom Perrotta
Editora - Contraponto
Tradutora - Raquel Dutra Lopes