domingo, 10 de agosto de 2014

Opinião - Revista Trasgo 3



E a revista Trasgo está de volta, embora eu tenha demorado mais tempo do que é habitual a começar lê-la, mas a culpa é só minha. Portanto sem mais demoras passemos ao que interessa. 


Editorial - Um Editorial, para mim, deve ser mais do que um mero desfilar do conteúdo de uma revista, acho que deve funcionar como reflexão, como chamada de atenção, por exemplo, para algum assunto importante, mas ignorado. Acho que o editor da Trasgo, Rodrigo van Kampen, deve começar a investir mais tempo nos seus editoriais, fica o conselho.

Contos:

O Empacotador de Memórias de Gael Rodrigues - Um conto com uma premissa bastante, um rapaz sofrer um trauma em criança, trauma esse que lhe vai "guiar" a vida até ao fim. Em certos momentos quase parece Ficção Científica, mas é a Fantasia que lhe assenta bastante bem. Foi (é) um conto interessante e assaz imaginativo e do qual gostei. 

Rosas Brancas de Roberto de Sousa Causo - Este conto de FC é o prologo de um projecto maior. Neste conto vamos conhecer o inicio de parte deste universo. Gostei da  premissa e da escrita e claro que fiquei curioso com o resto deste universo.

Feita de um sonho de Caroline Policarpo Veloso - Um sonho que se repete e que vai revelar um segredo antigo... Um conto que pega em todo o potencial dos mundos dos sonhos e os explora de moda bastante imaginativo. Gostei, mas achei curto.

Invasão de Claudio Parreira - Um conto completamente surreal, insano mesmo, mas igualmente extraordinário quer na premissa, quer na execução e com um final a condizer!

Viral de Tiago Cordeiro - Geralmente os Zombies (ou Zumbies como dizem os Brasileiros) tem a sua origem numa qualquer doença de origem desconhecida, mas não neste conto, aqui a sua origem está num emissão de radio. Estranho, mas garanto que o autor dará um explicação muito boa. A escrita do conto é "fragmentada", mas resulta lindamente e o final é bastante bom. Enfim gostei bastante.

O Vento do Oeste de Liége Báccaro Toledo - É de longe o mais longo conto desta revista. Nele vamos encontrar um universo Fantástico inspirado nos exóticos mundos dos muçulmanos e nas suas 1001 Noites. Foi um conto interessante, com um mundo bem construído e bem escrito. O final é muito bom e ficamos a pensar que mais aventuras se puderam ter passado naqueles desertos.


Terminados os contos somos presenteados, como habitual, com a Galeria da ilustradora Kelly Santos (autora  da capa deste edição da Trasgo) e de mais algumas ilustrações e a entrevista da praxe a todos os autores que participaram desta edição.

Indo já no seu terceiro número acho que chegou a altura de fazer algumas criticas construtivas ao ordenamento da revista. A colocação dos contos a um lado e as entrevistas no outro não me está a agradar muito, gostava de ver as entrevistas antecedidas dos contos (apesar de lá estar o link para a mesma no final do conto).  A Galeria podia ficar logo ao inicio ou no final.

Espero ajudar a Trasgo a tornar-se um revista ainda melhor com este singelos conselhos.


Podem descarregar a Revista Trasgo nos formatos epub e mobi